10,5 cm leFH 18



Todo o conhecimento que os humanos acumularam ao longo dos séculos sobre 10,5 cm leFH 18 está agora disponível na Internet, e compilámo-lo e organizámo-lo para si da forma mais acessível possível. Queremos que possa aceder a tudo sobre 10,5 cm leFH 18 que queira saber de forma rápida e eficiente; que a sua experiência seja agradável e que sinta que encontrou realmente a informação sobre 10,5 cm leFH 18 que procurava.

Para atingir os nossos objectivos, fizemos um esforço não só para obter a informação mais actualizada, compreensível e verdadeira sobre 10,5 cm leFH 18, mas também nos certificámos de que o design, a legibilidade, a velocidade de carregamento e a usabilidade da página são tão agradáveis quanto possível, para que possa concentrar-se no essencial, conhecendo todos os dados e informações disponíveis sobre 10,5 cm leFH 18, sem ter de se preocupar com mais nada, já tratámos disso para si. Esperamos ter alcançado o nosso objectivo e que tenha encontrado a informação que pretendia sobre 10,5 cm leFH 18. Assim, damos-lhe as boas-vindas e encorajamo-lo a continuar a desfrutar da experiência de utilização de scientiapt.com .

10,5 cm leFH 18
10,5 cm leFH 18 MWP 04.jpg
LeFH 18 camuflado no Museu do Exército Polonês em Varsóvia
Modelo Howitzer
Lugar de origem Alemanha
História de serviço
Em serviço 193545 ( Alemanha )
193982 (Suécia)
Usado por Alemanha
Ver Operadores
Guerras Guerra Mundial
Eslovaca-Húngara Guerra
Civil Síria
História de produção
Designer Rheinmetall
Projetado 192730
Fabricante Rheinmetall
Krupp
Custo unitário 16.400 RM (1943)
Produzido 193545
No.  construído 11.848 (variante original)
10.265 (10,5 cm leFH 18/40)
Variantes leFH 18M , leFH 18/40
Especificações
Massa Viagem: 3.490 kg (7.690 lb)
Combate: 1.985 kg (4.376 lb)
Comprimento 6,100 m (20 pés 0,2 pol.)
 Comprimento do cano 2,941 m (9 pés 8 pol.) (28 calibres)
Largura 1,977 m (6 pés 5,8 pol.)
Altura 1,880 m (6 pés 2,0 pol.)
Equipe 6

Concha carregamento separado em caixa (6 cargas) 105 x 155 mm R
Peso da casca 14,81 kg (32,7 lb) ( HE )
Calibre 105 mm (4,13 pol.)
Culatra bloco deslizante horizontal
Recuo hidropneumático
Transporte trilha dividida
Elevação -5 ° a + 42 °
Atravessar 56 °
Cadência de tiro 6-8 rpm
Velocidade do focinho 470 m / s (1.500 pés / s)
Alcance máximo de tiro 10.675 m (11.674 jardas)
Vistas Mecanismo de mira modelo 34
O preenchimento TNT
Peso de enchimento 1,845 kg (4,07 lb)

O leFH 18 de 10,5 cm ( alemão : leichte Feldhaubitze "obuseiro de campo de luz") é um obus leve alemão usado na Segunda Guerra Mundial e a peça de artilharia padrão da Wehrmacht , adotado para serviço em 1935 e usado por todas as divisões e batalhões de artilharia. De 1935 até o final da guerra, 11.848 foram produzidos, junto com 10.265 da variante leFH 18/40.

Projetado no final da década de 1920, ele representou um grande avanço em relação ao seu antecessor, o LEFH 16 de 10,5 cm . Era superior em calibre aos seus primeiros oponentes na guerra, com alcance e poder de fogo adequados, mas a carruagem moderna do canhão de trilha dividida que o fornecia com mais estabilidade e travessia também o tornava excessivamente pesado para um papel móvel na artilharia amplamente puxada por cavalos batalhões do exército alemão, principalmente na lama e na neve do front oriental .

O leFH 18 foi posteriormente desenvolvido como leFH 18M e leFH 18/40 . A partir de 1942, as versões autopropelidas foram criadas encaixando o obus em um chassi Panzer II , H35 , Char B1 ou 37L . Também foi usado para equipar aliados alemães e países neutros na Europa antes e durante a guerra.

História

Desenvolvimento

Durante a década de 1920, o Reichswehr realizou análises que indicavam que o projétil de 105 mm era mais eficaz do que um equivalente de 75 mm, sem um grande aumento no custo. Em 1 de junho de 1927, o Gabinete de Artilharia do Exército ( Heereswaffenamt ) emitiu o Assunto de Comando Secreto nº 59/27, solicitando o desenvolvimento de um novo obuseiro de campo leve. O projeto foi atribuído ao Nível de Prioridade II, "trabalho mais importante". Rheinmetall-Borsig de Düsseldorf traçou os projetos e fez os cálculos iniciais em 1928. O trabalho de design foi concluído em 1930, com a produção começando no início dos anos 1930.

Produção

No início da Segunda Guerra Mundial, a Wehrmacht tinha 4.862 obuses leFH 18. As entregas de setembro de 1939 a fevereiro de 1945 totalizaram 6.933 "leFH 18 em carruagens com rodas". Rheinmetall e Krupp foram os fabricantes iniciais, mas em 1942 a demanda estava excedendo a produção, então eles realocaram toda a produção para seis firmas em Pilsen , Altona , Elbing , Magdeburg , Dortmund e Borsigwalde . Em 1943, o obus custava em média 16.400 RM , 6 meses e 3.200 horas-homem para ser fabricado.

Projeto

O leFH 18 melhorou na maioria das áreas em relação ao seu antecessor, o leFH 16 de 10,5 cm . Um carro de canhão de trilha dividido em três pontos completamente novo proporcionou mais estabilidade e aumentou a travessia para 56 graus. O mecanismo de mira tornou mais fácil atirar em alvos móveis. O novo carro da arma resultou em um grande aumento de peso para mais de duas toneladas. O recuo mais pesado da maior velocidade do cano de 470 m / s foi neutralizado por um novo recuperador pneumático acima do cano, que fornecia ar comprimido e líquido a 55 ° C para retornar a arma à posição de tiro após o disparo. Um freio de tambor contendo uma camisa de água e um equalizador de fluido no carro superior também controlou o recuo. O escudo da arma era um escudo reforçado cônico com lados achatados que podiam ser dobrados. O cano era bom para 10.000 a 12.000 tiros. O obus pode disparar 28 tipos diferentes de projéteis. O projétil de alto explosivo principal era quase um quilo mais leve e continha uma carga explosiva mais pesada. O leFH provou ser um design adaptável, com um total de 28 variantes diferentes fabricadas.

Um problema com o design da arma era que ela era bastante pesada para uma arma de sua classe. Isso porque a arma foi projetada para ter uma construção sólida, o que aumentava o peso. Isso não foi visto como uma preocupação na época, pois se presumia que haveria um abastecimento adequado de veículos motorizados para rebocá-lo.

As rodas de pré-produção com raios de madeira foram substituídas no início de 1936 por discos de roda fundida de metal leve mais duráveis e pneus removíveis que tornaram o obus mais fácil de rebocar. A versão motorizada foi equipada com pneus de borracha maciça mais largos. Uma combinação de rodas de madeira e pneus de borracha era uma ocorrência frequente. No final da guerra, rodas de madeira ainda mais antigas do leFH 16 foram usadas. O obus foi projetado desde o início para ser transportado a cavalo ou em veículo motorizado. O peso pesado dificultava o transporte puxado por cavalos, especialmente na lama e na neve da Frente Oriental. A versão motorizada foi conectada diretamente sem um limber a um Sd.Kfz. 6 ou Sd.Kfz. 11 motor principal e poderia facilmente atingir uma velocidade de marcha de 40 km / h, equivalente a um dia de marcha por uma bateria puxada por cavalos. Embora o Sd.Kfz. 6 foi concebido como o transporte motor primário para o obus, o isqueiro Sd.Kfz. 11 também poderiam realizar a mesma tarefa. Uma bateria motorizada LEFH 18 tinha um raio de ação 10 vezes maior do que uma bateria puxada por cavalos e exigia 49 pessoas a menos.

Serviço

Alemanha

Após os testes, o obuseiro de campo foi oficialmente introduzido no serviço da Wehrmacht em 26 de julho de 1935 e substituiu o leFH 16 em batalhões de artilharia começando em 1937. Unidades operacionais importantes, como as Divisões Panzer , tiveram prioridade no reaparelhamento. Tornou-se o obus de campo divisionário padrão usado pela Wehrmacht durante a Segunda Guerra Mundial. Havia um total de 1.023 batalhões de artilharia leve de campo puxados por cavalos na Wehrmacht e 62 batalhões de artilharia leve motorizados nas divisões Panzer e Panzergrenadier , bem como a artilharia GHQ. O leFH 18 tinha um calibre superior em comparação com seus oponentes no início da guerra e teve um bom desempenho como braço de apoio das divisões panzer.

Embora não seja ideal para isso, o obus poderia, nas circunstâncias certas, ser eficaz no combate antitanque, particularmente na Campanha do Norte da África, onde as baterias motorizadas do 33º Regimento de Artilharia da 15ª Divisão Panzer desempenharam um papel importante na derrota dos blindados britânicos unidades em Sidi Rezegh em 23 de novembro de 1941 durante a Operação Cruzado . Na Frente Oriental, os obuseiros de campo leve tiveram menos sucesso no papel antitanque.

Durante o contra-ataque soviético na Batalha de Moscou , os veículos de artilharia puxados por cavalos alemães em retirada muitas vezes tiveram que ser abandonados devido a fortes nevascas e exaustão. A experiência do primeiro inverno levou ao uso de cavalos de tração maiores e mais forragem carregada no limber. As tripulações tiveram que caminhar a pé para poupar os cavalos pesados facilmente exaustos. O desejo de criar uma carruagem mais leve que não prejudicasse a mobilidade de forma tão drástica levou diretamente ao desenvolvimento do leFH 18/40.

Outros usuários

Antes de 1938, o leFH 18 era exportado para a Hungria e Espanha . 53 foram exportados para a Finlândia em fevereiro-março de 1944, onde eram conhecidos como 105 H 33 . 166 leFH foram exportados para a Bulgária em 1943 e 1944 (até 1 de fevereiro de 1944). A Suécia comprou 142 obuseiros leFH 18 da Alemanha entre 1939 e 1942, designando-os Haubits m / 39 . Foi retirado do serviço sueco em 1982. Noruega, Portugal e Eslováquia também compraram o obus. Além disso, 32 deveriam ser exportados para a Estônia entre dezembro de 1940 e junho de 1941, mas devido ao início da Segunda Guerra Mundial , os pedidos não foram atendidos. Um vídeo mostra um alegado Wehrmacht leFH 18M (uma variante do 10,5 cm leFH 18) atirando em Al-Fu'ah , Síria em 30 de agosto de 2015, quase 80 anos após a entrada inicial no serviço da Wehrmacht.

Operadores

Veja também

Referências

Origens

  • Bishop, C. (1998). A Enciclopédia de Armas da Segunda Guerra Mundial . Barnes & Noble . ISBN 978-0760710227.
  • Engelmann, J. (1995) [1990]. Deutsche leichte Feldhaubitzen 1935-1945 [ Artilharia leve de campanha alemã na Segunda Guerra Mundial ]. Traduzido por Johnston, D. Atglen, PA : Schiffer Publishing . ISBN 978-0887407604.
  • Engelmann, Joachim e Scheibert, Horst. Deutsche Artillerie 1934-1945: Eine Dokumentation in Text, Skizzen und Bildern: Ausrüstung, Gliederung, Ausbildung, Führung, Einsatz . Limburg / Lahn, Alemanha: CA Starke, 1974
  • Gander, Terry e Chamberlain, Peter. Armas do Terceiro Reich: Um Levantamento Enciclopédico de Todas as Armas Pequenas, Artilharia e Armas Especiais das Forças Terrestres Alemãs 1939-1945 . New York: Doubleday, 1979 ISBN  0-385-15090-3
  • Hogg, Ian V. Artilharia Alemã da Segunda Guerra Mundial . 2ª edição corrigida. Mechanicsville, PA: Stackpole Books, 1997 ISBN  1-85367-480-X

links externos

Opiniones de nuestros usuarios

Cristiane Das Gracas

É um bom artigo sobre 10,5 cm leFH 18. Dá as informações necessárias, sem excessos.

Marina De Paiva

Isso mesmo. Fornece as informações necessárias sobre 10,5 cm leFH 18.

Jaqueline Da Cunha

Gostei da página, e o artigo sobre 10,5 cm leFH 18 é o que eu estava procurando.