Gaby Monteiro

Aspeto mover para a barra lateral ocultar
Gaby Monteiro
Informação geral
Nome completo Gabriel Augusto Monteiro
Nascimento 3 de maio de 1949
Origem Luanda
País  Angola
Género(s) Música Popular Angolana
Instrumento(s) voz
Período em actividade 1965 - 2000
Gravadora(s) CDA (Companhia Discos de Angola)
Afiliação(ões) Uangas
Aliança FAPLA-POVO
Kiezos
Jovens do Prenda

Gabriel Augusto Monteiro (3 de maio de 1949 - 15 de junho de 2000), mais conhecido por Gaby Monteiro, foi um cantor e compositor angolano e uma figura emblemática que marcou a história do agrupamento musical Jovens do Prenda.

Biografia

Gaby Monteiro nasceu a 3 de maio de 1949, em Luanda, e morreu no Hospital Militar de Luanda na madrugada do dia 15 de junho de 2000, com malária e hepatite aguda.

Nasceu envolvido pela cultura dos musseques, tornando-se um cantor e compositor de múltiplos recursos. Foi também um exímio dançarino tendo começado a sua carreira em 1965 no grupo “Cinco do Pau”.

No inicio dos anos 70, era vocalista do grupo os “Uangas” que posteriormente foi absorvida pelo grupo Aliança FAPLA-POVO. Depois de sair dos Aliança FAPLA-povo, entrou para os Kiezos e posteriormente, em 1989, ingressa nos Jovens do Prenda.

Em 1976 no Sambizanga, durante uma troca de tiros com a FNLA, perde a perna direita o que lhe serve de inspiração para compor a música “Lamento dos Mutilados”.

Gaby Monteiro junta-se aos Jovens do Prenda, para gravar um dos maiores sucesso do grupo, a música “Ndandu”, com a co-autoria de José Keno e Massy, a partir daí, a sua dinâmica envolvente transformaram os “Jovens do Prenda” num dos agrupamentos musicais mais paradigmáticos da história da Música Popular Angolana, tornando-se Gaby Monteiro uma figura emblemática do grupo.

De entre muitos dos seus sucessos, ficaram para a história as músicas, Lamento dos Mutilados (1976, gravado com a banda Aliança FAPLA-POVO), Angélica (1982, co-autoria com Zecax), Maka Mé (1987) e Ndandu (1989, co-autoria com Zé Keno e Massy).

Referências

  1. a b c d e f g Jomo Fortunato (3 de maio de 2010). «Em memória de Gaby e dos Jovens do Prenda». Jornal de Angola. Consultado em 31 de maio de 2010