Gravidez não desejada

Aspeto mover para a barra lateral ocultar

Gravidez não desejada é uma gravidez que é inoportuna, não planeada ou indesejada no momento da concepção.

A actividade sexual sem o uso de contraceptivos eficazes por escolha ou coerção é a causa predominante de gravidez indesejada. Em todo o mundo, a taxa de gravidez indesejada é de aproximadamente 45% de todas as gestações, mas as taxas de gravidez indesejada variam em diferentes áreas geográficas e entre diferentes grupos sociodemográficos. Gravidez indesejada pode ser uma gravidez indesejada ou uma gravidez mal programada. Embora a gravidez indesejada seja a principal razão para o aborto induzido, gravidez indesejada também pode resultar em nascidos vivos ou abortos espontâneos.

A gravidez indesejada tem sido associada a vários resultados negativos de saúde materno-infantil, independentemente do resultado da gravidez. Os esforços para diminuir as taxas de gravidez indesejada têm se concentrado em melhorar o acesso a contraceptivos eficazes através de um melhor aconselhamento e da remoção de barreiras ao acesso à anticoncepção.

Referências

  1. «Unintended Pregnancy». Centers for Disease Control and Prevention. Consultado em 13 de novembro de 2013 
  2. «Global, regional, and subregional trends in unintended pregnancy and its outcomes from 1990 to 2014: estimates from a Bayesian hierarchical model». The Lancet. Global Health. 6: e380–e389. Abril de 2018. PMC 6055480Acessível livremente. PMID 29519649. doi:10.1016/S2214-109X(18)30029-9  Verifique o valor de |display-authors=Bearak J, Popinchalk A, Alkema L, Sedgh G (ajuda)
  3. a b Eisenberg, Leon; Brown, Sarah Hart (1995). The best intentions: unintended pregnancy and the well-being of children and families. National Academy Press. Washington, D.C: ISBN 978-0-309-05230-6