Herbert Vianna

Aspeto mover para a barra lateral ocultar
Herbert Vianna
Herbert ViannaHerbert Vianna em 2005
Informação geral
Nome completo Herbert Lemos de Souza Vianna
Nascimento 4 de maio de 1961 (63 anos)
Local de nascimento João Pessoa, Paraíba,
Brasil
Nacionalidade brasileiro
Gênero(s) Lista
Ocupação(ões) vocalista
guitarrista
compositor
Instrumento(s) vocal
guitarra
violão
Instrumento(s) notável(eis) Gibson Les Paul
Extensão vocal barítono
Período em atividade 1977 - presente
Gravadora(s) EMI
Afiliação(ões) Os Paralamas do Sucesso

Herbert Lemos de Souza Vianna ORB (João Pessoa, 4 de maio de 1961) é um cantor, compositor e músico brasileiro.

É o vocalista, guitarrista e principal compositor do grupo Os Paralamas do Sucesso, um dos grupos-base do rock brasileiro. Em 2012, foi considerado um dos 30 maiores ícones brasileiros da guitarra e do violão pela revista Rolling Stone Brasil

Herbert é irmão do antropólogo e pesquisador cultural Hermano Vianna.

Biografia

Filho de Hermano Paes Vianna e Maria Teresa Lemos de Souza Vianna, Herbert nasceu na Paraíba, mas devido à vida militar de seu pai, que era brigadeiro, mudou-se ainda criança para Brasília, onde conheceu Bi Ribeiro. Ao se mudarem para o Rio de Janeiro, para fazer curso pré-vestibular, fundaram os Paralamas (mas alguns consideram os Paralamas parte da "turma de Brasília", como Capital Inicial, Plebe Rude e Legião Urbana) com o amigo Vital Dias na bateria. Após substituírem Vital por João Barone, Herbert compôs a música "Vital e Sua Moto", em homenagem ao amigo, a qual se tornou o primeiro sucesso dos Paralamas e que renderia o contrato com a EMI.

Depois de dez anos de sucesso da banda, Herbert gravou o disco-solo Ê Batumarê (1992). Mais dois seriam gravados, Santorini Blues (1997) e O Som do Sim (2000), com participações de Cássia Eller, Fernanda Abreu, Nana Caymmi, Sandra de Sá e Marcos Valle.

Produziu dois discos da banda Plebe Rude: O Concreto Já Rachou (1986) e Nunca Fomos tão Brasileiros (1987).

Herbert namorou por anos Paula Toller, do Kid Abelha, até 84, e posteriormente casou-se com a jornalista inglesa Lucy Needham, com quem teve os filhos Luca, Hope Izabel e Phoebe Rita.

Acidente

Desde cedo, Herbert gostava de pilotar helicópteros e ultraleves. No dia 4 de fevereiro de 2001 sofreu um acidente aéreo em Mangaratiba, quando o ultraleve que pilotava caiu no mar, após uma tentativa de executar um looping. Ele estava acompanhado de sua mulher Lucy, que morreu no acidente. O músico ficou internado durante 44 dias, parte deles em estado de coma e ficou paraplégico, além de perder parcialmente a memória. Como é poliglota, comunicava-se no hospital em inglês e francês, até que se lembrasse do português novamente. O artista moveu uma ação indenizatória contra o fabricante da aeronave, alegando que houve uma falha de fabricação na cauda do ultraleve. O Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) periciou uma aeronave do mesmo fabricante, similar à que Herbert pilotava, e confirmou que o material utilizado na cauda sofria degradação quando exposto a temperatura superior a 40 °C. O fabricante admitiu a falha e ofereceu uma indenização de R$ 400 mil.

Recuperação

Depois de um processo de recuperação gradual, Herbert retomou sua carreira, voltando aos palcos, e já tendo gravado cinco álbuns com Os Paralamas após o acidente: Longo Caminho (2002, preparado antes do acidente), Uns Dias Ao Vivo (2004, ao vivo), Hoje (2005), Brasil Afora (2009) e Sinais do Sim (2017). Herbert também, após o acidente, lançou um álbum solo: Victoria.

Em 2018, a banda Biquíni Cavadão homenageou Herbert no álbum Ilustre Guerreiro, com repertório dedicado ao cancioneiro autoral do vocalista.

Em 2020, foi o vencedor do Prêmio UBC - União Brasileira de Compositores. No mesmo ano, lançou o álbum solo HV Sessions – Vol. I, com dez canções em inglês de músicas que marcaram sua vida.

Em 2022, participou do álbum Tudo que já estava escrito, da cantora Thathi.

Discografia

Solo

Com os Paralamas do Sucesso

Nacional
Ano Título Tipo Vendas
1983 Cinema Mudo Estúdio 90 mil
1984 O Passo do Lui Estúdio 250 mil
1986 Selvagem? Estúdio 750 mil
1987 D Ao Vivo 170 mil
1988 Bora-Bora Estúdio 250 mil
1989 Big Bang Estúdio 200 mil
1990 Arquivo Coletânea 420 mil
1991 Os Grãos Estúdio 100 mil
1994 Severino Estúdio 55 mil
1995 Vamo Batê Lata Ao Vivo / EP Bônus 900 mil
1996 Nove Luas Estúdio 550 mil
1998 Hey Na Na Estúdio 300 mil
1999 Acústico MTV Ao Vivo 500 mil
2000 Arquivo II Coletânea Sem dados
2002 Longo Caminho Estúdio 300 mil
2003 Uns Dias Ao Vivo Ao Vivo 150 mil
2005 Hoje Estúdio 100 mil (estimativa)
2007 Rock in Rio 1985 Ao Vivo Sem dados
2009 Brasil Afora Estúdio -
2011 Brasil a Fora Multishow Ao Vivo -
2017 Sinais do Sim Estúdio -
Herbert Vianna em foto de Dimang Kon Beu. Internacional Vídeos/DVDs Outros

Composições para outros artistas

Prêmios e Indicações

Ano Prêmio Categoria Resultado Ref.
2012 30 maiores ícones brasileiros da guitarra e do violão pela Rolling Stone Brasil Incluído
2020 Prêmio UBC - União Brasileira de Compositores Venceu

Honrarias

Ano Condecoração Grau Concedente Ref.
2006 Ordem de Rio Branco Oficial suplementar Luiz Inácio Lula da Silva

Referências

  1. «Novabrasil FM». Novabrasil FM. 4 de maio de 2022. Consultado em 14 de junho de 2022 
  2. a b c d e «Folha Online - Ilustrada - Herbert Vianna». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 15 de junho de 2022 
  3. a b «Herbert Vianna chega aos 60 anos com cancioneiro autoral ainda não mensurado com a devida grandeza». G1. Consultado em 14 de junho de 2022 
  4. a b «Discos para descobrir em casa – 'O som do sim', Herbert Vianna, 2000». G1. Consultado em 14 de junho de 2022 
  5. a b c d e f g «EXCLUSIVO!». www.terra.com.br. Consultado em 15 de junho de 2022 
  6. a b c Lima', 'Irlam Rocha. «'Tenho Brasília como a minha cidade referência', afirma Herbert Vianna». Diversão e Arte. Consultado em 14 de junho de 2022 
  7. a b meioemensagem.com.br Os melhores guitarristas do rock na capa
  8. a b c «Quem é Herbert Vianna?». Terra. Consultado em 14 de junho de 2022 
  9. «Herbert Vianna comenta saudade da mulher: 'Continuo completamente apaixonado por ela'». Gshow. Consultado em 14 de junho de 2022 
  10. Folha Online. «Herbert Vianna sofre acidente de ultraleve e sua mulher morre». Consultado em 18 de abril de 2009 
  11. «Herbert Vianna detalha sequelas do acidente: "Música é minha terapia"». www.band.uol.com.br. Consultado em 14 de junho de 2022 
  12. «Após coma, Herbert Vianna compôs 'Aonde Quer Que eu Vá'. Veja relato do cantor». www.band.uol.com.br. Consultado em 14 de junho de 2022 
  13. «Fabricante de ultraleve indenizará Herbert Vianna com R$ 400 mil». Diário de Pernambuco. 8 de abril de 2011 
  14. «Biquini Cavadão estende tributo a Herbert Vianna com gravação do show 'Ilustre guerreiro'». G1. 5 de junho de 2020. Consultado em 13 de junho de 2023 
  15. R7.com (1 de julho de 2020). «Biquini Cavadão celebra Herbert Vianna no CD 'Ilustre Guerreiro'». R7.com. Consultado em 13 de junho de 2023 
  16. «Biquini Cavadão homenageia Herbert Vianna gravando disco 100% de músicas dele». O Globo. 5 de novembro de 2018. Consultado em 13 de junho de 2023 
  17. «Herbert Vianna recebe prêmio e série de homenagens pela internet». VEJA RIO. Consultado em 14 de junho de 2022 
  18. a b Compositores, União Brasileira de. «Herbert Vianna é o ganhador do Prêmio UBC 2020 (01/10/2020)». UBC (em portuguese). Consultado em 14 de junho de 2022  !CS1 manut: Língua não reconhecida (link)
  19. «Herbert Vianna sereniza o canto em opaco e afetuoso relicário com canções que moldaram o artista». G1. Consultado em 14 de junho de 2022 
  20. «Herbert Vianna interpreta em álbum as canções que gostaria de ter feito». O Globo. 4 de outubro de 2020. Consultado em 14 de junho de 2022 
  21. «Thathi lançará álbum com participação de Herbert Vianna». Metrópoles. 19 de maio de 2022. Consultado em 14 de junho de 2022 
  22. BRASIL, Decreto de 12 de abril de 2006.

Ligações externas