Reynaldo Boury

Aspeto mover para a barra lateral ocultar
Reynaldo Boury
Nome completo Reynaldo da Costa Boury
Nascimento 25 de março de 1932
São Paulo, SP
Morte 25 de dezembro de 2022 (90 anos)
São Paulo, SP
Causa da morte Choque séptico
Nacionalidade brasileiro
Parentesco Guilherme Boury (neto)
Bárbara Boury (neta)
Filho(a)(s) Margareth Boury (filha)
Alexandre Boury (filho)
Ocupação Diretor de televisão

Reynaldo da Costa Boury (São Paulo, 25 de março de 1932 — São Paulo, 25 de dezembro de 2022) foi um diretor de televisão brasileiro.

É pai da roteirista Margareth Boury e do diretor Alexandre Boury, fruto de seu casamento com sua esposa Itacy, além de avô dos atores Guilherme Boury e Bárbara Boury.

Biografia

Reynaldo iniciou sua carreira na TV, ainda como cameraman na TV Tupi, mas foi durante a inauguração da TV Excelsior, seu grande momento, ao finalmente se consagrar como diretor de telenovelas. Dirigiu a novela Redenção, a maior novela de todos os tempos, pois teve 596 capítulos. Boury se tornou então um diretor de TV tarimbado, e com bastante nome no mercado televisivo.

Na carreira dirigiu novelas, minisséries e especiais como Redenção, Irmãos Coragem, Minha Doce Namorada, Selva de Pedra, O Primeiro Amor, Bicho do Mato, O Semideus, Corrida do Ouro, Bravo!, Sítio do Picapau Amarelo, Plumas e Paetês, Ciranda de Pedra, Sinhá Moça, O Primo Basílio, Tieta, Riacho Doce, Meu Bem, Meu Mal, Despedida de Solteiro, Sonho Meu, Amor e Revolução, Carrossel, Chiquititas, Cúmplices de um Resgate, As Aventuras de Poliana entre outras.

Reynaldo Boury trabalhou em grandes novelas da TV Excelsior e mais tarde na Rede Globo.

No dia 13 de setembro de 2010 foi oficializada a sua contratação pelo SBT para dirigir a novela Amor e Revolução de Tiago Santiago. Em 2012 substituiu o diretor Del Rangel, que foi demitido pela emissora, na direção geral da novela Carrossel e em 2013, dirige a versão brasileira da novela Chiquititas.

Foi homenageado na Argentina pelos 58 anos de carreira, durante o Festival Y Mercado Ficción Internacional. O evento reúne, em Buenos Aires, artistas e as principais redes de televisão da América Latina.

Morte

Reynaldo Boury morreu aos 90 anos de idade em 25 de dezembro de 2022 em São Paulo, a morte foi divulgada pelo seu neto, Guilherme Boury, em uma postagem no Instagram. A causa da morte foi em decorrência de um choque séptico. Ele estava internado no Hospital Albert Einstein.

Trabalhos na Televisão

Ano Obra Emissora
1964 Ambição TV Excelsior
A Moça Que Veio de Longe
A Outra Face de Anita
O Pintor e a Florista
1965 O Céu É de Todos
Ainda Resta uma Esperança
Os Quatro Filhos
Em Busca da Felicidade
Redenção em 1966
1968 Legião dos Esquecidos
A Última Testemunha TV Record
1969 Sangue do Meu Sangue TV Excelsior
1970 Assim na Terra como no Céu Rede Globo
Irmãos Coragem
1971 O Cafona
Minha Doce Namorada
O Homem Que Deve Morrer
1972 Selva de Pedra
O Primeiro Amor
Shazan, Xerife & Cia.
Bicho do Mato
A Patota
1973 O Semideus
1974 Supermanoela
Corrida do Ouro
1975 Bravo!
1977–1980 Sítio do Picapau Amarelo
1980 Chega Mais
Plumas e Paetês
1981 Ciranda de Pedra
1982 O Homem Proibido
Sol de Verão
1983–1986 Caso Verdade
1986 Sinhá Moça
1988 O Primo Basílio
Vida Nova
1989 Tieta
1990 Riacho Doce
Meu Bem, Meu Mal
1992 Despedida de Solteiro
1993 Sonho Meu
1995 Irmãos Coragem
2009 Minha Terra, Minha Mãe TPA
2011 Amor e Revolução SBT
2012 Carrossel
2013 Chiquititas
2014 Patrulha Salvadora
2015 Cúmplices de um Resgate
2018 As Aventuras de Poliana

Referências

  1. a b c d e f g h i «REYNALDO BOURY». Memória Globo. Globo.com. Março de 2012. Consultado em 14 de fevereiro de 2013 
  2. «REYNALDO BOURY». Museu da TV, Rádio & Cinema. Consultado em 25 de dezembro de 2022 
  3. «Reynaldo Boury». memoriaglobo. Consultado em 25 de dezembro de 2022 
  4. «Aparato do Entretenimento: Reynaldo Boury renova seu vínculo com o SBT». www.aparatodoentretenimento.com.br. Consultado em 25 de dezembro de 2022 
  5. Ricco, Flávio; Carlos, José (15 de novembro de 2012). «Marcos Caruso, o Leleco de "Avenida Brasil", será dono de cabaré em novela das seis». Coluna Flávio Ricco. Universo Online. Consultado em 21 de fevereiro de 2013  A referência emprega parâmetros obsoletos |coautores= (ajuda)
  6. Moura, Eduardo (25 de dezembro de 2022). «Morre Reynaldo Boury, diretor de Carrossel e Chiquititas». Audiência Carioca. Consultado em 25 de dezembro de 2022 
  7. «Reynaldo Boury, diretor de novelas na Globo e SBT, morre aos 90 anos | Metrópoles». www.metropoles.com. 25 de dezembro de 2022. Consultado em 25 de dezembro de 2022 
  8. «Morre o diretor de TV Reynaldo Boury aos 90 anos». F5. 25 de dezembro de 2022. Consultado em 25 de dezembro de 2022 
  9. Minas, Estado de; Minas, Estado de (25 de dezembro de 2022). «Morre Reynaldo Boury, diretor de clássicos da teledramaturgia brasileira». Estado de Minas. Consultado em 25 de dezembro de 2022 
  10. «Reynaldo Boury, diretor de novelas e programas de TVs, morre aos 90 anos em SP». G1. Consultado em 25 de dezembro de 2022 

Ligações externas