Quais as diferenças entre pesquisas quantitativas e qualitativas?

Experimentação

Quais as diferenças entre pesquisas quantitativas e qualitativas?

As pesquisas são essenciais para obter informações confiáveis e embasadas sobre um tema ou questão específica. Existem diferentes tipos de pesquisas, mas dois dos mais comuns e utilizados são a pesquisa quantitativa e a pesquisa qualitativa.

A pesquisa quantitativa é caracterizada pela coleta e análise de dados numéricos, representados por meio de estatísticas e gráficos. É uma pesquisa que busca medir comportamentos, atitudes e opiniões a partir de um grande número de participantes. Esses dados são coletados por meio de questionários, entrevistas estruturadas, entre outros instrumentos.

Já a pesquisa qualitativa busca a compreensão das experiências e significados dos indivíduos estudados, por meio de uma análise mais profunda e detalhada. É uma metodologia que busca a interpretação de dados mais subjetivos, menos quantificáveis, obtidos a partir de entrevistas abertas, observações, grupos focais, entre outros.

Embora ambas as abordagens tenham seus pontos fortes e fracos, elas diferem em vários aspectos. A seguir, apresentamos as principais diferenças entre pesquisas quantitativas e qualitativas.

1. Abordagem de pesquisa

A pesquisa quantitativa é uma pesquisa estruturada e orientada para a obtenção de informações objetivas e precisas. Os dados são medidos e analisados ​​por meio de técnicas estatísticas. É uma abordagem que busca a generalização, isto é, a partir de um grande número de participantes ou amostra, busca-se inferir sobre a população total.

Já a pesquisa qualitativa é uma pesquisa exploratória, que busca compreender os fenômenos estudados através da perspectiva dos próprios participantes. É uma abordagem que busca a compreensão profunda e detalhada, sem se preocupar com a generalização dos resultados.

2. Método de coleta de dados

A pesquisa quantitativa utiliza instrumentos padronizados de coleta de dados, como questionários estruturados, para coletar informações padronizadas de uma grande amostra.

A pesquisa qualitativa, por sua vez, utiliza técnicas de coleta de dados mais flexíveis, como entrevistas semiestruturadas, observação participante e grupos focais. Essas técnicas permitem que os pesquisadores explorem as perspectivas dos indivíduos estudados de uma maneira mais aprofundada.

3. Tamanho da amostra

O tamanho da amostra é essencial em qualquer pesquisa. Na pesquisa quantitativa, o tamanho da amostra é crítico, pois os resultados são generalizados para a população. Para alcançar uma amostra representativa, é necessário que um grande número de participantes seja incluído na pesquisa.

Na pesquisa qualitativa, a amostra não precisa ser tão grande quanto na pesquisa quantitativa, já que o objetivo é aprofundar a compreensão e a interpretação dos dados. Nesta abordagem, o tamanho da amostra é determinado pela saturação teórica, isto é, o momento em que não são encontradas novas informações na análise dos dados.

4. Análise de dados

Na pesquisa quantitativa, os dados são analisados ​​por meio de estatísticas descritivas e inferenciais. São utilizados programas de computador para analisar dados numéricos. A análise de dados é feita em etapas, com o objetivo de medir e descrever as variáveis.

Na pesquisa qualitativa, a análise de dados é uma tarefa mais complexa. É uma análise interpretativa, na qual os dados são categorizados e interpretados pelos pesquisadores. São utilizadas técnicas como a análise textual, a análise de conteúdo e a análise temática para identificar padrões e significados nos dados coletados.

5. Objetivos da pesquisa

As pesquisas quantitativas são geralmente utilizadas para medir os efeitos de uma intervenção ou mudança em variáveis ​​comportamentais, sociais e psicológicas. São utilizadas ​​em estudos epidemiológicos, análises de dados de pesquisas clínicas e de saúde, entre outros campos.

As pesquisas qualitativas são utilizadas para explorar fenômenos complexos em profundidade. São frequentemente utilizadas em estudos exploratórios de natureza sociológica, psicológica, de saúde e outras áreas.

6. Validade dos resultados

Na pesquisa quantitativa, a validade é avaliada através da confiabilidade, ou seja, a capacidade de medir consistentemente as mesmas variáveis ​​ao longo do tempo. A validade é avaliada por meio da precisão e rigor dos dados.

Na pesquisa qualitativa, a validade é avaliada através da credibilidade, isto é, se os resultados refletem a realidade dos participantes. A validade é avaliada por meio de técnicas como triangulação, revisão por pares, persistência e similaridade.

Em conclusão, as pesquisas quantitativas e qualitativas diferem principalmente pela abordagem de pesquisa, método de coleta de dados, tamanho da amostra, análise de dados, objetivos e validade dos resultados. Embora essas diferenças possam parecer significativas, ambas as abordagens têm suas vantagens e limitações, e devem ser aplicadas de forma estratégica e adequada para garantir um estudo completo e abrangente sobre o tema pesquisado.